O amor, tão belo sentir, mas o verdadeiro amor é sozinho… Amar é solitário, só os egoístas sobrevivem ao amor, aterrador como o sol, promove a vida e também pode matar… cada gota de lágrima é o sonho que abandona minha alma, a esperança salgada e fria que me abandona pouco a pouco… Tudo gira tão rápido, me sinto louco… Não tenho orgulho e nenhuma vaidade, não lamento por falta de ânimo e não morro por falta de forças para ter coragem… Só quero jogar fora essa jóia falsa, mas tão preciosa! Eu só quero dormir e sonhar que tenho asas e que posso voar… O sonho acabou e eu acordei e nunca mais vou ousar acreditar em quem diz amar!Nunca mais eu vou provar do vinho… Ninguém terá a honra de pegar em minha mão… Eu volto hoje para meu estado natural, sozinho… Um servo oco do mundo… Dando o meu melhor, deixando o meu melhor, mas nunca mais nem “ela” e nem ninguém me verá em completude… Acabou… Igual como sempre é todo final!

Anúncios

O Homem que Não Pode Morrer -Arquivo Alado-

 

Chore estas lágrimas homem que não pode morrer
Chore tua morte que te acena no último ato do destino
Velho ou menino, o que apresentará de teus feitos?

Chore pássaro invencível… Despenque dos céus…
Se toda derrota fosse todo o mal em estar vivo
Qual beleza iria te inspirar?
Então chore nos braços de Shiva
E que Krishna te faça ver assim como fez Arjuna enxergar!

Cante com Mahadeva… Não desanime diante o que o mundo condena!
A fome torna digno quem não sabe comer!
O frio aquece quem não valoriza os dias de sol…
A morte ensina quem não sabe viver!
E a dor… É o unguento das juntas travadas
Dobra o orgulho de quem crê que ajoelhar-se é perder a batalha!

Aproxima-te do sol, mesmo que teus pulmões virem pedra nessa montanha gelada!
Veja, tu que na solidão vagou na imensidão de quatro paredes…
Hoje teu mundo é habitado, e mesmo que seja um gorjear triste
És tu o pássaro que anseiam ouvir cantar!

Não é fraqueza chorar!
Homem que não pode morrer… O que espera, no mundo, ver suceder?
Tua boca evoca o fogo destruidor, mas lamenta todo grito de dor!
Vomita diante a aproximação humana, mas tanto os ama!

E no discorrer dessas letras, pensa contrapondo seu próprio pensar!
-Nada sou, cale a boca loucura, não podes, do que não sabe, falar!

Sim… Apolo castigou-me e eu não posso mais cantar… Grito desesperado nas sombras
E na insígnia do rei o faço grande…
As bruxas me usam para assustar, fui impuro, Noé me soltou e eu não quis voltar

Sou dono da chave da imensidão, mas foi eu que ao lado da cruz do Cristo comi os olhos do ladrão!

Vivo das carnes dos que não se arrependem da degradação!

Tenho em mim tudo o que tu, por vergonha, tem escondido!
Teu armário, tua gaveta… O teu arquivo! A culpa que é tua, também é minha!
Então… Qual a diferença do Corvo para a escrivaninha?

Thoreserc!

Deus e (é) o Homem

Deus e (é) o homem

Vi uma discussão, pessoas falando sobre clonagem. Não bastasse a falta de saber científico, as pessoas determinavam razões religiosas, e se mostravam tão ignorantes em matéria de espiritualidade tanto quanto em ciência.

A alma não depende da existência de um corpo, seja ele concebido em laboratório, ou proveniente do intercurso sexual.
O corpo é dependente da alma, como um veículo que depende de um condutor. Não importa onde é e de que forma o seu carro foi fabricado, sua performance como motorista é o que faz ele se movimentar e cumprir o seu propósito.

Não importa de que forma um corpo é concebido, se for apto a comportar uma alma, ele terá uma alma!

Os fãs de Jesus são interessantes, se entendem Jesus como o próprio criador, o que para os mandamentos monoteistas ditados para Moises, é um pecado, não foi o próprio Jesus que disse que poderíamos até ser maior que ele? Compreendem a fé como o fermento para mágica… Um pensar diminuto sobre as potências humanas, fracassam tentando andar nas águas, viram escravos e renda financeira de oportunistas que vendem milagres ensinando as pessoas a menosprezar a ciência.

Isso é o legado da Santa Sé, os fãs de Jesus se digladiam, mas não devem esquecer que são frutos da mesma árvore e que essa árvore não é Jesus, essa árvore é a igreja, que perseguiu a ciência, que demonizou e matou cientistas, pois sabiam que o conhecimento liberta o homem do julgo da ignorância e ninguém pagaria a igreja para receber milagres. ” Deve pagar aos médicos?” … É de se saber também que a miséria nas mãos dos espertos é a maior arma, pois quem não pode pagar os homens e os remédios, só tem a fé para dar respaldo, mas isso não cria um paradoxo, Deus é o emprego dos espertos e aceita centavos RS.

Sabe, tenho pensado na cadeia dessa situação… As pessoas acreditam na existência da alma e dessa crença vem o conforto quando a vida aqui parece não dar muito certo, nos apegamos a certeza de que em outro lugar pode dar certo e cuidamos para que de fato dê, e é por isso que se recorre á Deus, e é por isso que se recorre á religião.

Somos tão medrosos que acabamos nos permitindo ao cajado de pastores que nos promete maravilhas e nos ameaça com sofrimento eterno, e se antes a pobreza e o sofrimento terreno eram promessas de um reino pós morte de felicidade, pois as pessoas já não tinham ambições de vencer, hoje que o capitalismo é a filosofia que impera e inspira, as riquezas viraram prova da benção divina e as pessoas pagam por ela.

Eu sou fã do homem e toda a sua complexidade, me delicio com todo esse movimento e a forma como pequenos conceitos tomam forma de um gigante… Em outro tempo todos os meus pensamentos e paradigmas, que eu mesmo crio a todo instante, me levariam para longe de Deus e eu seria um ateu magoado.

Porém hoje eu vejo tudo com um pouco mais de calma e não há como livrar o homem de algo que ele mesmo criou e deu poder ilimitado.
Não sei se infelizmente ou felizmente o homem passa o mesmo problema do Criador: Coexistir com sua criatura, sem que um prejudique o outro.

Em resumo… Homens irão criar estrelas, homens irão burlar a biologia e criar outros homens sem que necessite do prazer sexual de um homem e de uma mulher… Homens irão avançar no espaço e habitar outros mundos…. E quando esse sol chegar ao fim , nos homens já seremos capazes de criar outro sol… Porque, como disse o profeta, nós homens somos deuses!

Viveremos o desespero da religiosidade, pois ela terá que encontrar uma forma de continuar existindo, mesmo quando o homem não precisar mais de Deus, e será nesse dia que o encontraremos de fato, pois depois de muitas guerras, depois de muitos erros, iremos chegar ao ponto de sermos levados até sua presença somente por amor e nada mais. Sem interesses e sem idolatria, somente amor!

Quando Deus deixar de ser uma solução, iremos escolher seguir sem ele ou com ele, mas toda criatura deseja seu criador, toda água que sai do mar volta para o mar, acredito que iremos desaguar em seus braços… Mas isso ainda está longe, por hora… Aton brilha e irá brilhar iluminando a guerra dos homens!

Thoreserc

O Eterno

Ele sorriu da cara da morte, pois sabia que ela não era o seu fim!
Ele devorou a pantera ingrata que espreita o homem em sua derradeira jornada!
Fênix renascida das cinzas do próprio incêndio… Voa livre nos céus do além…
Araúna o grande… Pássaro negro de mistério!
Desdenhou da morte e tal como a lenda é em toda sua força… Araúna o inesquecível, aquele que é eterno!

Thoreserc “brauninha”IMG_20170707_195320_995.jpg

A Abelha

A Abelha

Confrontei minha razão em contraste com a beleza, quase inocente, da soberba na fé humana… Quão solitário pode ser não se debater diante o inevitável, quão triste pode ser a consciência do amor do Criador, que nos presenteia com a liberdade…

Esse Pai onipotente e tão ferido por nossas iniquidades… O vejo como um pai de muito filhos, filhos orgulhosos que somente volta suas faces quando estas estão transtornadas pela dor… Seria justo para conosco se ele, mesmo diante nosso arrependimento, nos tirasse o ônus de nossas escolhas? Quão irresponsável seria ele se nos livrasse da dor que plantamos?

Como pais, que também somos, orientamos os nossos filhos a não brincarem com lâminas afiadas, desobedientes filhos que manejam facas e espadas e quando se ferem nos resta beijar sua ferida e respaldar a sua dor… Sofremos juntos, mas não podemos livrar nossos filhos das reações remanescentes de suas ações… Assim é o Senhor!

A morte espreita o leito de meu velho pai, e mesmo diante a decadência de seu corpo e no abandono que a razão me coloca, uma voz fraca fala nas sombras de minha sabedoria!

– Ovelhinha preposta de Jacó! Teu pai viverá…

Digo a essa voz: Claro que viverá, a morte é só mais uma ato da vida, somos eternos, e mesmo que não fossemos imortais em alma, ele ainda viveria no DNA de seus filhos e dos filhos de seus filhos!

Essa voz que soa nas moléculas de meu corpo silencia…
Como se observasse a minha sobriedade, talvez esperando eu fraquejar meus joelhos para enfim me amparar, mas ergo a cabeça e devolvo ao mar de minha alma todas as minhas lágrimas; então, como quem me provoca a fala sufocada, essa voz me inspira aos pensamentos que vão até o sol e só assim deixo verter meu choro, somente diante a cruz do Cristo meus joelhos vacilam e eu desço a face até o pó da terra…

Homem como eu, humano e divino como eu e todos os homens do mundo… Sim… Ele tem o poder de acalmar a tempestade e aquietar as águas violentas do Mar!

Sim, ele tem o poder de levantar o homem da morte… Ele multiplica o pão, os peixes do mar e transformar a água em vinho…

Mas eu quero que sua luz me inspire a ser humano na mais perfeita concepção da palavra, esse é o milagre que espero, a cura da minha alma, a cura da alma de meu velho pai…

O amor que todos os humanos podem sentir, mesmo diante a face da ofensa e da agressão, encontrar forças para perdoar.

Eu quero a fé humana que consola no instante da duvida e que nos faz forte para aceitar o cálice com o liquido de nossas lutas e escolhas; anseio a coragem de permanecer humano, mesmo quando se tem o poder de descer da cruz e dizimar o inimigos.

Quero o milagre da humanidade de Yeshua! Olhar os homens pelo o que são e não pelo o que possuem que esteja de acordo com minhas crenças!

Eu não temo a morte… Essa existência recheada de indagações e filosofia, sempre teve como principal objeto de estudo a morte!

Sofremos por apego… Prendemos nossos pássaros em gaiolas para o deleite de nossos ouvidos diante o catar dolorido do anseio em voar!

Queremos que nossos amores vivam para sempre por não querer dizer adeus, não desejamos a eternidade dos que amamos no afã de que tenham mais tempo para serem felizes, desejamos que sejam eternos para que não soframos a partida e o adeus! Somos egoístas!

Aceito a hora desse adeus vitorioso, sabendo que fiz tudo o que pude e fui o melhor que podia ser, não tenho mágoas em meu coração, pois meu velho pai foi o melhor que ele podia ser!

Carrego comigo a sua maior lição… O perdão! Todos nós, por mais pecadores que possamos ser, temos em nós e em nossos atos, algo de belo que nos aproxima da humanidade de Jesus, e meu pai foi o Cristo quando perdoou verdadeiramente o seu agressor!

Muitos príncipes e reis se encheram de gloria em seus tronos, mas aquele que não recebia valor, era quem portava a coroa!

Pobre de ouro e rico de necessidades, perdeu-se na urgência do que julgou precisar, e os ignorantes se espantam diante a benevolência da vida!

Por que julgam sem saber?

Por que esquecem que a humildade levanta o pequeno e o coloca assentado entre os grandes?

Porque os homens vivem pelas marcas na carne e esquecem do espírito, julgam a justiça alicerçados na visão deficiente que ignora o que não são capazes de entender!

Sim, pequena é a abelha, sua ferroada fere, mas dentre todas as delícias da natureza, o seu trabalho é o mais doce!

A noite trouxe a escuridão, mas Atom Ressuscitará!

Meu velho pai está nas mãos de seu Senhor!

E assim o será!

Luana R Cirino (Thoreserc)

 

Aqui só há liberação

Tentou sugar a vida de minhas veias
na ânsia egoísta e com promessa fingida
quis misturar-se em minha descendência
e cheio de indecência
tramou suas teias!

Recebeu a sinceridade dos simples
que acreditam na bondade da serpente!
Inocentes! Mas não despreparados…

Se esquivaram do teu buraco
não caíram em tua armadilha
te amaram por nobreza do coração
não pelo interesse mesquinho
com que barganhavas um pouco de atenção!

Mas você acabou…
Está minguado… Teus dias de gloria se apagaram…
O dia de colher os espinhos chegou
as lagrimas que tu provocou… Secaram!

Somente o teu choro pode regar o teu jardim!
Que a chuva lave as manchas de teu passado…
Nada, que não seja liberação, encontrarás em mim!
O que tens agora é tão somente o teu legado!

Receba gratidão, e quem sabe algum dia,
receba também perdão!

Não dos que tu ofendeu
mas de ti mesmo…
teus feitos é o dedo de Deus!

Que tua melhor porção supere o negrume de tua danação!

Thoreserc

Hic Et Nunc

Ao ler o profeta Miquéias chego a conclusão de que nada já aconteceu ou irá acontecer… Tudo está acontecendo e sempre vai acontecer, não importa quantas vezes o amor nasça entre os homens; nunca iremos aprender e todas as vezes que o amor nascer, será , sem dó, assassinado por nossa violência e sua obra será convertida em arma de guerra e opressão… (Não temos jeito? Será?)

Não existe o passado e nem o futuro, vivemos um presente fixo de degradação que inocentemente chamamos de evolução, pois cremos que as facilidades tecnológicas angariadas na desgraça da guerra trata-se de evolução. (Sempre chegamos “aqui” e “daqui” nunca passamos, não somos a primeira civilização tecnológica desse planeta)

Para onde ir, se o caminho é um círculo, ou uma esteira cósmica que empresta a falsa sensação de movimento?
Caminhamos e caminhamos e estamos sempre no mesmo lugar… E quantas vezes já estivemos aqui?

Quantas vezes o “programa Humanidade” foi formatado?

Não há evolução quando o estado é de emulador de um programa complexo que concebemos em nossa insignificância por DEUS!

Não me sinto um ser apartado dessa realidade, sou alma inserida de todas as maneiras nessa dimensão vazia e mesquinha, mesmo que seja tão bela, ainda é reflexo doente de uma luta vaidosa por existência…. A ordem só encontra caminho pelo caos, a criação só é possível com suas bases alicerçadas na destruição… A existência provém da luta onde sempre o mais forte supera o mais fraco, está lá na seleção natural da vida, na estrela maior devorando sua companheira menor… Está na guerra diária em nosso corpo, onde nossas células brigam entre si em busca de promover a harmonia que nos faz vivos; na guerra entre nossas defesas e os micro-organismos que nos ataca segundo após segundo!

Está em nossa mente, nosso cérebro, que para manifestar a grandiosidade reduzida de nossa alma, fabrica energia como uma pequena estrela, capaz de criar regras e paradigmas que legitimam as nossas tendências homicidas!
E por que somos homicidas e violentos?
Porque ainda respondemos ao principio primitivo de nossa concepção, repetimos os tempos da caverna, onde defendíamos pela força o lar, a comida e a chance da reprodução…

Por que somos animais com vaidade de deuses e queremos destruir qualquer coisa que ameace o conforto que nosso cérebro encontra em não se cansar em busca de respostas.

Sim… Todos são movidos pelos desejos primitivos, que nas crenças cabalísticas são os degraus da involução; ao sairmos da fonte perdemos nossa graça e o nosso conhecimento por necessidade de se adaptar as dimensões “baixas”, para subir temos que acessar o vazio por trás de cada busca, o silêncio por trás de cada oração, a derrota por trás de cada vitória… Pois mesmo que realizemos todos os nossos desejos, que são derivados da necessidade primal da comida, do abrigo e da reprodução, algo sempre nos falta e é exatamente quando buscamos respostas, nas fé; na religião; na ciência; nos estudos que nos iludimos no determinismo e mais uma vez aprimoramos somente  os meios e prosseguimos ainda incentivados pelas mesmas ambições. Diante esse fato, nos desiludir um milhão de vezes, se for preciso, parece ser o caminho mais fácil que encontramos.

Quando acessamos o choro por trás de cada riso de alegria sabemos que há solidão no quarto do rei, que há lagrimas de dor e de tristeza na face de todos os homens da terra, não importa se poderosos, nobres, ou pobres e anônimos. Pois todos somos cheios do vazio da busca por si mesmo!

No final não se chega ao saber completo, ou ao que se chama de evolução, sem viver a carne, sem que seja humano, homem defeituoso, vivendo a eternidade de forma mortal, aos picado, em  prestações, marcando a terra com todos o corpos que deixa para a fome dos vermes!

Então não precisamos evoluir, já somos evoluídos?

Não acredito em seres estáticos, essa dimensão não concebe uma existência sem todas as polaridades deliciosas do fator humano, AH! Como é maravilhoso ser humano!

Não compreendo a evolução como voltar para um estado original do qual nos esquecemos… Na verdade não aceito, pois me recuso, me servindo da teimosia humana, de ser sempre a mesma coisa, pois se for isso, então está explicado porquê os anjos caem, e porquê um dia decidimos descer quando já estávamos lá no alto. Tédio? Ou necessidade?

Sangue sempre será sangue, não importa se descendo com gás carbônico ou subindo com oxigênio, sangue é sangue e sua circulação garante a vida!

Somos o sangue do corpo do criador… Subimos e descemos por suas artérias e o mantemos vivo com nossas experiências nesse percurso com ares de infinito…

O tempo… Ah! o tempo não existe, o tempo é subproduto do desejo humano por controle… Cada vida é um capitulo de uma novela chamada “eternidade” e é por sempre fazermos o mesmo caminho no corpo da criação, as vezes tomando atalhos em pequenos vasos e veias, mas sempre presos nesse corpo, que o único fato do tempo é o presente, o ” hic et nunc”

E por isso posso dizer que falo do futuro onde tudo já foi destruído, mas sou também o presente observador e o pretérito apressado, alma imortal em traje apropriado para essa parte do trajeto! Meu “aqui” é onde tiver de ser! Já estive nesse “Aqui” mas eu era diferente do que sou hoje, e amanhã estarei novamente “aqui” sendo bem diferente do que sou hoje!

Então… Muito prazer! Eu me chamo TEMPO!

No entanto, toda vez que chego “aqui” dou vasão à poesia e me torno artista!

Me torno a tinta feita de sangue grosso e envenenado, ao mesmo tempo que sou a tela e sou o pintor criando o quadro do aneurisma da Divindade!

E quando realizo o desejo de expressar, busco o vazio por trás dessa realização… Nesse vazio desejo ardentemente ser o sangue que corre das mãos do Criador e cai no irrevelado cósmico todas as vezes que ele esmurra a ponta da faca!

Namastê

Thoreserc

Kardecistas, Os Católicos da Nova Era.

Tudo no Brasil apodrece?

Kardec hoje não passa do padroeiro da FEB, que fatura milhões ao se servir da ignorância do terceiro mundo!

o elo racional entre Deus e o homem, a filosofia sem interseções cheias de condições religiosas morreu nas terras de Vera Cruz, pois o estilo “fé medieval” ainda é tendência por aqui!

Se apoderaram do Controle Universal do Ensino dos Espíritos para construírem mitos e lucrarem com o domínio público do nome de afamados mortos. E com isso deixam um rastro de demônios hipócritas e pretensiosos de fala mansa que vivem pregando contra os tesouros que a traça come, no afã de angariar “Bônus Horas” no céu (colônia)!!!

Mediante o emburrecimento (made in Brazil) dos ensinamentos codificados por kardec eu só tenho uma coisa a dizer: Lamento, pois hoje compreendo que o Padre Manuel fez com essa filosofia o mesmo que promoveu com sua catequese: ” mim usar seu colar de pena em sinal de respeito e por amizade índio joga fora a sua cultura e usa eternamente o meu rosário”

“tratados para o bem tornam-se ferramentas do Mal (mau) quando a pena que as escreve passa a ser idolatrada.”

Kardec Junto aos seus colaboradores foram motriz da evolução do cristianismo, mas toda essa evolução estagnou e o kardecismo andou para atrás seguindo os passos dos seguidores de Manuel e Francisco!

THORESERC

Zíbia, isso é Humanice ou Espiritualidade?

Hoje, acredite Ana Beatriz,  eu tropecei acidentalmente em um texto espírita falando sobre os possíveis castigos que Ernesto “Che” Guevara, de certo, está passando nos umbrais, isso por ter promovido inúmeros massacres e fuzilamentos e por pertencer ao movimento comunista que nega a vida depois da morte… Enfim… Não sou suspeita quando o assunto é Che, eu não idealizo seres humanos, exceto minha mãe, eu escrevi um texto para responder o nobre e intelectual Kardecista, mas eu preferi publicar o texto no meu blog, se for pra jogar perolas ao vento, vou fazer de minha varanda.

Essa é minha peneira contra o imediatismo, falo muito e delongo minha escrita, imediatistas não gostam de ouvir e são preguiçosos para ler.

Sobre Che: As pessoas que julgam o extremismo não conseguem sair dos extremos, ou ele é descrito como herói, ou como um demônio, não conheço, salve minha modéstia, fora eu, quem tenha encontrado o homem entre o herói e o demônio. Aliás esse é um comportamento recorrente no fator humano.

Jesus foi sábio quando disse que traria a guerra, mas é claro que SIM! A humanidade não consegue evoluir de outra forma, toda a nossa evolução, em todos os campos, é subproduto das guerras, e isso começou desde quando o primeiro macaco deu uma cacetada no outro para lhe roubar uma banana, lá no incio da humanidade!
Tudo e qualquer coisa será deturpada pela natureza da violência humana, e a paz se adere aos meios que o ser humano encontra para acessa-la, e por isso podemos falar de Jesus, Constantino pintou a cruz nos escudos de seus soldados e a violência foi o meio mais eficaz de marketing para Cristo e desde então tudo ainda é violento.

Foi graças ao determinismo doutrinário de Paulo que o mundo teve acesso ao evangelho, que basicamente se resume em suas cartas e suas doutrinas, na maioria delas violentas, ou não? E mesmo assim ele foi capaz de escrever o mais belo poema de amor aos Corintios. Se dependesse dos discípulos que andaram com Jesus, o cristianismo seria mais uma ceita do oriente e somente eles se digladiariam pelas razões de seu messias.

Para que houvesse hoje, espiritas exercendo a caridade de Jesus, antes muitos templários e outros guerreiros mataram e morreram em campos de batalha, o próprio Cristo teve que morrer violentamente…Então repensem seus conceitos, não defendo a guerra, apenas ilustro a natureza perniciosa humana!!!

Che atendeu a uma necessidade planetária, criada pelas escolhas do próprio homem, seres livres para tal e que somente evoluem assim, escolhendo e vivendo os resultados de suas escolhas.

Não se manda um pacifista para cumprir um designo de guerra, assim como não se manda um combatente para designo pacifista!

Não há diferença alguma entre Che e Chico Xavier, com ressalva que para determinado grupo um é melhor que o outro, pois cada qual veio para atender necessidades de diferentes grupos, pois o que vocês espíritas parecem ignorar, é que estamos em um mundo diversificado, somos todos iguais, porém somos individuais e nos juntamos em grupos onde encontramos afins, e julgar a evolução dos grupos é um erro. Alguns salvam o dia rezando e outros manuseando um fuzil. Se comportam tal como os evangélicos que os julgam, e é assim essa cascata, paro o Islâmico o judeu não presta, para o judeu o cristão está errado, e para o cristão o islâmico e o judeu são condenados, e se juntam para condenar outros, que condenam outros e no final…. GUERRA!
Ninguém está certo e ninguém está errado enquanto houver verdade contestando verdade!

Vejo quem se julga um pedestal acima na evolução como um vaidoso iludido, porque estamos todos no mesmo barco e quem está um degrau mas alto não julga quem está lá atrás, pois já esteve lá também; as pessoas nos mesmos degraus costumam julgar-se entre si e alardear razões.

Não estou aqui inocentando Che, mesmo porque não posso também condena-lo, ele, ainda em vida, resgatou seus crimes, pois quem fuzila, fuzilado é ou estou errada?.

Che Cumpriu com sua missão… Simples!

Sabem quem era Barrabás?
Barrabás era tão ladrão quanto Maria Madalena era prostituta… Barrabás era um revolucionário que lutou contra Roma, era prisioneiro de roma por combater, como já disse, o julgo de roma que pesava em seu povo e foi escolhido pelos Judeus, pois estes o via como libertador…Mandaram Jesus para a cruz, pois entendiam que as necessidades do momento melhor seriam atendidas por um guerreiro de espada na mão.

Por que ao invés de julgar a moral de Barrabás em comparação com a de Jesus, não se compreende a mensagem observando a natureza dos que realizaram a escolha?

Muito fácil ilhar quem escolheu Barrabás no oriente médio e se ver um tanto mais evoluídos que eles, na verdade “eles” somos “nós”!

A humanidade sempre irá escolher a guerra, pois estão condicionados que somente por ela é que se chega a paz!

Enquanto houver guerrilhas no mundo, guerrilheiros irão nascer, e isso não quer dizer que vieram dos umbrais da maldade! Estão atendendo as necessidades evolutivas, são missionários também!

Vocês que alardeiam aos quatro ventos as benesses da caridade e que fora dela não há salvação, só podem praticar a caridade porque existem miseráveis que necessitam de caridade, é muito para a vaidade dos caridosos compreender que os verdadeiros missionários são os miseráveis que nascem com a missão de sofrerem para que seres endurecidos exercitem o amor e aprendam a amar!
Ha! A vaidade… É a pior das vendas!

Sobre o comunismo: Eu costumava dizer ser comunista, desde cedo me encantei por essa filosofia, mas cedo também entendi que ela estava toda errada e por incompetência moral e intelectual dos seus receptáculos, humanos não possuem evolução libada para compreender o comunismo, pois tudo que passa pelo crivo humano se contamina de violência… Torna-se absoluto na doença dos “ismos”… O “Ismo” é um câncer… Todos eles são!

Sim o comunismo é violento e contaminado, assim como tudo nesse mundo é!

Assim como o Cristianismo é, as leis cristãs são…
O que vocês espíritas fazem?
Pegam o que consideram melhor e mais congruente com o tempo em que vivemos e retiram aquilo que julgam crendices arcaicas e ritualísticas, depois colocam um pouco de ciência, claro selecionando também aquela ciência que corrobore o que escolheram seguir das doutrinas cristãs, e então criam filosofias e algumas delas replicam nos altos as necessidades evolutivas humanas, e o melhor exemplo desse espelhamento da matéria no espiritual, para mim, sempre será o “Bônus Hora”.

Para quem estiver lendo e não sabe do que se trata eu vou explicar : Bem… Os espíritas acreditam que nosso trabalho para o bem no plano espiritual é remunerado por uma moeda chamada “Bônus Hora”. O nome já é autoexplicativo. Essa moeda atende algumas necessidades, mas a principal é a de que, uma vez escravos dos ganhos e remunerações quando encarnados, ao desencarnar levamos conosco essa necessidade, então para o incentivo do trabalho criaram esse sistema de remuneração. ( Eu nunca li Zíbia, mas dizem que ela explica bem isso hahahahahaha)
O Bônus Hora é usado para que desencarnados possam visitar parentes na Terra, Tipo pagar a passagem do busão hahahaha, desculpem, mas não tem como não rir, olha eu julgando hahahaha.

Usam também para programas de lazer e recreativos das colônias espirituais e também até para se ter uma casinha por lá hahahahahaha puta que o pariu!!!

Os espíritos recém chegados necessitam se sentir gratificados, receber pelo o que fazem, e quem transcende as necessidades humanas não utilizam da tal moeda quando chega por lá, ou já está lá a muito tempo… Ou seja, a primeira coisa que deixamos para trás quando evoluímos é o capitalismo rsrsrsrs ou não é?

Louvado seja a minha ignorância irmãos, pois se por um acaso tiver eu algum direito em “bônus Horas” pelos humildes trabalhos no bem que realizei em vida carnal (é possível fazer poupança enquanto vivo, ouvi dizer de gente que tem fortuna acumulada, até de outras vidas hahahahaha), deixo esse “dinheiro” para os que ainda necessitam do verbo “ter”.

E no mais, por que eu iria querer dinheiro em um lugar onde não posso comprar cigarros?

Deus me livre do capitalismo nos céus, eu vou é ser comunista no inferno!

L. Thoreserc

WordPress.com.

Acima ↑